quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Camile

A um ano atrás, Camile era uma garota feliz, ela vivia em paz, e tinha uma família, uma segunda família, a quem adorava ver todas as noites. Porém, mal sabia ela, que sua vida se transformaria em um filme de horror, no qual, aquilo que ela considerava fundamental, seria o responsável pelo caos em que sua vida se transformaria.
Camile se apaixonou, sim, loucamente apaixonada, daria a vida por ele sem pestanejar, sem pensar, faria de tudo. Até aí, uma história mais do que normal, uma adolescente apaixonada, Camile era diferente, nunca havia sequer sido beijada aos 17 anos, era sonhadora demais, doce demais, tímida, e se apaixonou facilmente por um rapaz misterioso, que ela achava incrível. A história começou a mudar, quando ela, cega por aquele sentimento, resolveu pedir ajuda daquela que ela considerava sua melhor amiga, ela nunca havia feito aquilo antes, já havia se apaixonado outras vezes, mas sempre guardara para si. A inútil Camile foi mais longe, decidiu se declarar.  E foi a partir desses dois grandes erros, que a sua vida se tornou um inferno.
Como já dar para imaginar, ela não foi correspondida, foi rejeitada e ignorada. Foi abandonada por sua tal amiga, friamente, foi traída. Perdeu-se em um mundo louco e confuso, não sabe mais o que fazer, como agir, tudo dá em nada, que a leva para outros pensamentos que se chocam, que resultam novamente em nada, tudo na sua cabeça vai e volta, se debate, doí,  pesa, amor, ódio, raiva. Passou a sofrer de transtorno psicótico.
As paranoias de Camile a destroem, faz ela se trancar em seu quarto e não querer sair. Ver a sua segunda família, tornou-se o pior dos castigos, é o que aciona a sua psicose, ela é obrigada a conviver no mesmo ambiente daqueles que causaram o problema, todos os dias, são sua kriptonita, a enfraquecem, causam reações incontroláveis. Ela foge delas, eles fogem dela, mas é inútil. Raiva, ânsia de vômito, repulsa, e a pior de todas, desenvolvem o seu lado psicopata e suicida. Camile quer acabar com a sua própria vida, mas também quer acabar com a vida deles, quer vingança, mas não sabe o por quê de vingar-se, quer matá-los, mas na verdade não há motivos justos e concretos, a alma dela quer, seu corpo pede isso, não sabe o porquê, mas quer fazer.
A garota que Camile era antes, ainda luta dentro da prisão onde a nova Camile a colocou, ela quer sair, mas, não consegue. Camile quer libertá-la às vezes, ela tenta ajudá-la, ela quer sair da cidade por um tempo, teme que ao retornar, tudo retorne, porém, sabe que se ficar longe da sua criptonita, poderá garantir um tempo de paz, e ilusória felicidade.