terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Sei lá!

Não te amo
Não mais
Já te amei eu sei
Mas, agora é ódio
Puro ódio
E se não for
Está se esgotando
As últimas gostas de amor que ficou
Porém
Não sei por que
Ainda tenho essa mania
Essa mania boba
De me importar com vc
Acho que deve ser
Por que a gente de certa forma
Sempre se preocupa com quem odiamos
Não sei, e não me importo
 Eu quero mais é que se dane
Que morra!
Que se exploda!
Que se transforme em cinzas!
Sei lá...
Quero que suma da minha vida
Que o fantasma da tua face
Grudada em minha lembrança
Pare de me atormentar