quinta-feira, 12 de junho de 2014

Dia dos namorados

Olá minha doce Marina


Eu havia lhe prometido uma surpresinha não foi?

Bom, não pude preparar antes por que estive meio ocupada, mais uma vez, remendando seu coração, e tentando evitar que você fizesse mais besteiras, infelizmente não consegui, não é mesmo? É incrível como você faz besteira nessa sua vida, eu hein, para com isso garota, não sei o que seria de você se não fosse eu.
Em fim, como eu sabia que você estaria sozinha hoje, nessa data tão sem graça que é o dia dos namorados, e que tudo que você queria era ter alguém ao seu lado, para abraçá-lha e beijá-la, deixei para preparar-lhe e entregar-lhe minha surpresinha agora, é algo muito simples, mas, tenho certeza que vai gostar,  se não gostar, ao menos ficará chocada.
Sabe aquele cara que você está afim? É aquele cara que você vive stalkeando, que faz seu coração doer só por não responder seu sms, que te coloca em último lugar no banco de reservas e blá, blá, blá... Então, eu sei que você adoraria ser a dona do coração dele, por isso, eu lhe fiz esse grande favor. Não me julgue mal minha Marina, eu só quero o seu melhor, quero te ver bem, eu tenho verdadeira adoração por você. Mas, continuando... Ontem você queria encontrá-lo, conversar com ele, beijar os seus lábios etc... Porém, ele tinha algo mais importante a fazer, ir para festa e ficar com qualquer outra menina mais popular que você. Daí minha querida, você ficou em casa imaginando isso e muito, muito triste, mas, eu não. Eu fui a tal festa, ele estava lá, não foi nada difícil. Apenas coloquei um pó mágico dentro da bebida dele (rsrsrs), ele foi ficando tonto, e decidiu sair um pouco do meio da galera, eu o segui, ofereci ajuda, o levei para um lugar escuro, e depois foi bem fácil... Não vou contar detalhes, do que fizemos ou não, só sei que consegui o que eu queria, abra a caixinha que está ao seu lado. 
Sim, minha Marina... O coração dele agora é seu! Literalmente... Rsrsrs


Não precisa me agradecer... 



Beijos... Sua eu!