quinta-feira, 26 de junho de 2014

Poema de madrugada

Pensar em ti me dá insônia
Tu nãos sais da minha cabeça
Tu me fazes mal
Não tu em si
Mas, não tê-lo aqui
Não tê-lo comigo, para mim
Isso me faz mal

Tua frieza me corrói o coração

Saber que não sentes o mesmo por mim
Que talvez sinta apenas dó, pena, medo
Faz meu pobre coração machucado
Solitário coração
Faz esse coração aqui doer

Coração dói 24h por dia

Como se cada batida fosse um grito de dor
E é como se minh'alma suplicasse por teu amor

Eu só queria que pegasses meu coração

Me tirasses do abismo
Me desses o teu amor

Sinto uma dor insuportável a cada vez que me ignoras

Cada vez que mentes, que somes
Cada vez que em outros braços estás
Cada vez que teu beijo é dado em outra boca
Cada vez que não se importa com meus esforços para te ter

Meus esforços para te ter parecem inúteis

São inúteis
Ridiculamente inúteis

Me canso do teu jogo

Mas continuo a jogar
Tu me tens  fácil
E por isso se faz de difícil

Não me queres, eu sei

Não da forma que te quero
Viver assim já perdeu o sentido
Quero que te ter para mim
Quero que sejas meu
Para que assim eu possa viver
Tudo de bom e ruim ao lado teu