terça-feira, 17 de junho de 2014

Uma carta aos meus

Mãe, pai, antes de mais nada, quero que me perdoem, perdoem por eu ter fracassado, perdoem por eu não ser a filha que vcs sonharam, perdoem por eu ter aparecido do nada, e por ter nascido antes de minha irmanzinha e deixado ela morrer sufocada, perdoem por eu ser uma condenada ao fracasso. Família, perdoem por eu ser um poço de fracasso. Perdoem por eu não ter nascido com cabelos longos e lisos, por eu não ser a princesa que queriam. Garotos que gostei, e garoto que gosto, perdoem por eu ser a nerd, feia, medrosa, grudenta, por eu ter cérebro, por eu ser um tanto intelectual, e por não ser sexy, bonita, gostável, atraente. Amigos e amigas, perdoem por eu ser um poço de drama, por eu não saber dançar. 
Perdoem por toda atenção que dei a vcs. Por todos os sms e mensagens de textos.
Sociedade, me perdoe, perdoe por eu não ser um exemplo, aquela garota que pega todos, que ouve funk, não ser a menina que vai a igreja, que ama rosa, a que tem mil curtidas nas fotos do facebook, que é mega disputada, perdoe por eu não vip, não ser top, perdoe por eu ser um nada, perdoe por eu ser responsável. A todos vcs, eu quero dizer que tentei, eu tentei agradar e ser do jeito que cada um queria, eu tentei ser um sucesso.
Me perdoem! Me perdoem! Me perdoem
Mas, eu nunca poderei perdoá-los. Se agora caminho para o fim, vcs são os culpados. Se vivo em um poço de angústia e tristeza. Se estou à beira da loucura. A culpa é de vcs! Parabéns! Vcs estão acabando comigo.