sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Tic, tac

Tic, tac, tic, tac
O tempo passa devagar
E eu nem sequer almocei
Esperando a noite chegar
Mas, sei que ele não virá
Ele não virá eu sei
Eu sei que eu surtei ontem
E que todo dia é assim
E eu sei que grudo nele
E quero ele para mim
Só para mim
Mas, é dura a concorrência
Dura e desleal
Melhor amiga perfeitinha
Bonita e sensual
Tic, tac, tic, tac
As horas passam devagar
E eu aqui impaciente
Esperando ele chegar
Tic, tac, tic, tac
As horas passam devagar
Quero tanto beijar ele
Mas não sei se ele virá

domingo, 26 de outubro de 2014

Essa é para você

Retalhos de músicas boas
Fique aqui comigo essa noite
Não me deixe só
Eu sou assim insegura
E eu tenho medo do escuro
E eu tenho medo de altura
Fique do mesmo lado que eu
Não deveria estar do lado de lá
Fique do meu lado baby
Vamos fugir desse lugar
Olha aqui, preste atenção
Estou escrevendo aqui a nossa canção
Se eu disser que não sinto nada
Que sem você a estrada é mais segura
Você vai rir da minha cara
E eu me lembro do seu sorriso
E eu me lembro do seu olhar
E quando pensar em você
Vou começar cantar
Vou começar pelos meus defeitos
Essa metade que você já coheece
Você já sabe de qualquer jeito
Se vc não acredita em anjo
Acredite eu sou o seu
Pode me chamar de louca
Você diz que eu sou louca
Mas cê não viu foi nada ainda
Sou o seu anjo da guarda
Quero ser sua menina
Você sempre vai e volta
E se eu me interessar por alguém?
E se ele de repente me ganha?
E vc perder meu bem?
Tenho raiva de você
Mas, não vou te deixar em paz
Você pode ir pra Marte
Que vou ir cantando atrás
Não sou a pessoa pra vc
Mas sou eu quem te adora
E se alguém gostar mais do que eu
Será da boca pra fora
Mas se um dia eu ficar estranha
Ou se um dia eu sumir
Não adianta procurar em outros timbres
Nem em outros risos
Eu não estarei aqui
Pois quando isso acontecer moço
Ou morri ou te esqueci

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Um belo dia resolvi voltar a ser eu

Decidi voltar a ser a garota que eu era há dois anos atrás
Doce, religiosa, romântica, estudiosa.
A garota que acreditava em uma vida melhor
A garota que tinha esperança, e que vivia em um mundo colorido
Essa pessoa patética em que me transformei, não é a que eu quero ser para o resto da vida

Anuncio aqui a morte da Nina
E a morte dessa fase sombria...
Chega dela

Vou continuar amando preto e ouvindo rock
Mas, muito mais eu de verdade