domingo, 12 de abril de 2015

Os caras errados

Por gostar dos caras errados eu já perdi a razão, já fiz muitas coisas idiotas, já me deixei levar, e quase arruinei minha vida. Já  quis morrer, já quis matar e já tentei morrer.
Por gostar dos caras errados eu já me humilhei, já fui usada, já servi de reserva, já recebi inúmeros foras (e continuei insistindo), já fui a louca, já chorei (e como chorei), já me cortei e quase me dei. Já me joguei de cabeça, e me quebrei.
Já tive o coração partido, esmigalhado, pisoteado, arremessado contra a parede, por gostar dos caras errados. 
Já fiz tudo isso e me arrependo eternamente de tudo.
Não posso mais gostar de ninguém, mesmo gostando de você, por que não sei se você é o cara certo (provavelmente não é), e prometi a mim mesma que não quero e não vou mais gostar dos caras errados.