quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Morena

Ah! Morena bonita do cabelo cacheado
Esse sorriso de menina, esse olhar agateado
És tão bela em teu bailado
Morena, moreninha
Esses moços todos morrem de amores por ti
Todos querem te ter, e você apenas a sorrir

Tuas curvas, teu olhar, teus seios fartos
Tuas vestes, tua voz, teu encanto
Teu corpo, tua mente, teu canto
Tua pele, tua música, teu som
Teu cheiro, tua boca, teu dom,

Morena, ai morena
Beleza em ti, não há de faltar
Se mil poetas a conhecessem
Mil sobre ti escreveriam
Se mil homens quisesses ter
Mil homens a ti serviriam, te amariam

Morenas, não sei o que tens
Que te faz ser tão hipnotizante
Tão inebriante, tão instigante
Tão conhecida, tão fascinante,
Tão amável, tão sedutora
Tão inquietante

Se eu fosse homem morena
Te roubaria para mim
E cheio de todo amor
Te amaria sem fim
Se eu fosse homem morena
Por você faria assim

Eu lutaria por ti
Derrotaria exércitos e dragões
Enfrentaria bombas nucleares
Terremotos e furacões
Meteoros e tempestades
Eu enfrentaria vulcões

Eu só posso invejar-te
Por não ser igual a ti
Mas se eu fosse homem, morena
Lutar, lutaria sim
Me curvaria aos teus pés
Pra ter seu amor pra mim