quinta-feira, 13 de outubro de 2016

O amor é para os fortes

Vejo todos ao meu redor encontrando o amor, quer dizer, encontrando o amor correspondido, e eu só consigo pensar: por que não eu? Por que eu não posso amar alguém que me ame?
Eu confesso que sinto uma certa inveja dessas pessoas, sim, inveja.
Eu vejo todos felizes e me pergunto o porquê de eu não poder ter essa felicidade.
Para mim sempre foi assim, só amores platônicos, paixões não correspondidas. Para mim sempre foi assim. Nenhum paquerinha no colégio, ninguém em lugar nenhum. Nunca fui o primeiro e último pensamento do dia de alguém que fosse meu primeiro e último pensamento.
O amor não é para mim. O amor é para os fortes.