domingo, 5 de fevereiro de 2017

Pro-fundo

Eu me perdi novamente
Não sei como aconteceu
Na verdade até sei
Só não sei mais quem sou eu
Eu me perdi e morri
Não consigo ressuscitar
A tristeza está aqui
Não me deixar levantar
Já não sei mais nada
Não conheço nenhum lugar
Quase não consigo escrever
E nem sequer mais desenhar
É um vazio tão grande
Tanta dor dentro de mim
Medo e angústia me consomem
O tormento não tem fim
E se eu fosse outra pessoa?
Se eu fosse igual a ela
Se eu fosse, me amaria?
Se fosse tal qual essa bela?
Pensamentos me corroem
Não quisestes ser meu bem
Me deixastes a sangrar
Para salvar outro alguém
Estás feliz amado meu
Nos braços dela, eu sei
E eu a me torturar
Onde foi que eu errei?
Pra mim, só resta o fim do poço
Não consigo amar ninguém
Então vou me despedaçar
Pois tu amas outro alguém.